Uma vida activa e plena: amar e trabalhar


foto de Pedro Maria

Já vos tinha falado desta ideia Freudiana, que curiosamente ouvi a semana passada no estágio. Dizia a psiquiatra:


"a propósito da questão de desenvolver uma vida activa e plena... ocorre-me uma ideia trazida por Freud que dizia que uma vida que fazia sentido é uma vida onde se consegue trabalhar e amar. Trabalhar, no sentido de desenvolver uma atividade que dê sentido ao próprio e que contribua para o bem comum e plena no sentido que o amor é uma parte fundamental das nossas vidas sendo a capacidade de nos ligarmos aos outros muito importante. Portanto, se vocês saírem daqui com a capacidade de trabalhar e de se ligarem aos outros, de estabelecer vínculos, quer no sentido romântico, quer no sentido das relações interpessoais no geral, então nós achamos que atingimos aqui o objetivo de retorno dos nossos utentes a uma vida ativa e plena."

Bom dia e boa semana

No comments

Post a Comment

© Chez Lili

This site uses cookies from Google to deliver its services - Click here for information.

Professional Blog Designs by pipdig