Um Breve Apontamento sobre Implosões e Explosões


Sabem quando estamos a conduzir, entramos num túnel e, de repente, o nosso GPS perde o sinal?

"GPS signal lost"

Perdemos o sinal, a direcção e percebemos que, na escuridão daquele túnel, o único satélite capaz de encontrar o receptor do nosso GPS está dentro de nós.

É bom voltarmo-nos para dentro, descer até a um andar profundo, ao qual nenhuma escada e elevador parecem chegar. Uma espécie de cave do "eu". Subimos e descemos entre o sótão do pensamento e uma cave de tralha que quase nunca arrumamos. Os convidados chegam e elogiam as velas perfumadas, a decoração e o cheiro a bolo de canela acabado de fazer, mas só nós conhecemos o desconcerto de todas as coisas que atiramos para aqueles lugares. 

 Sempre me educaram para nunca perder a diplomacia, a elegância, a educação, a postura, sempre me educaram para reconciliar em vez de desarmonizar e contrariar, é assim que quero um dia educar os meus filhos. No entanto, quando se evita uma explosão estamos muitas vezes a promover uma implosão. As implosões desintegram-nos levando, com o tempo, à demolição silenciosamente do "eu". Ao protegermos os outros dos efeitos colaterais das nossas explosões estamos, nós próprios, a sofrê-los um por um e a perder, lentamente, o nosso sinal de GPS, um sinal que se perde no meio de mais tralha que continuamos a acumular.


As fotos com o vestido de princesa parecem não combinar com o tom do texto ou, se calhar, até combinam. Como me disseram uma vez: tira a coroa de princesa e coloca a armadura antes que percas o teu terreno.

Abraço, Lili!


Fotografia: Pedro Mendonça
Vestido: Penhalta













No comments

Post a Comment

© Chez Lili

This site uses cookies from Google to deliver its services - Click here for information.

Professional Blog Designs by pipdig