A preguiça do engate!



No outro dia, num jantar de amigos, ele virou-se para ela e disse-lhe:

- Recebeste o meu email hoje?
- Qual email?
- Sobre aquele concerto que vamos ver no Sábado!
- Ah! Era isso?
- Era isso o quê?
- É que eu recebi um email teu, mas nem abri!
- Não abriste?
- Oh... Francisco... Eu estava no trabalho e tinha muitos emails para ler!

Haverá preguiça melhor que esta? A preguiça de não abrir o email do marido! 
Vamos lá reformular positivamente este pensamento. O que eu quero dizer é: 

tudo o resto era trabalho, menos ele! 

É que isto de andar em chats no WhatsApp, no Instagram e no Tinder a jogar ping pong com a gramática, numa competição sobre quem responde melhor, é uma canseira! Eu sempre digo que gostava de pertencer à geração anterior à minha, quando nada disto existia! De repente, recebo mensagens de amigos e de amigas com este tipo de dúvidas:

- O quê que lhe respondo? O quê que eu lhe escrevo depois desta mensagem que ele me enviou!?

 E ficamos ali a noite toda, tal como nas eleições, a decidir a resposta mais interessante e perspicaz e que estimule o desenvolvimento daquela conversa. Qualquer sugestão vai sempre a votos! Como se estivéssemos a escrever um guião e quatro ou cinco cérebros se reunissem numa sala para desenhar um diálogo que promova um encontro, uma reciprocidade, um namoro, um casamento, uma mesa de filhos e de netos...   

- Achas que acrescento um sorriso no fim? Um emoji? 
- Vê lá se tem erros.
- Se calhar respondo amanhã de manhã.
- E se fossemos ver o Instagram dele ou dela para adaptar a resposta ao copyright da vítima.
- Hum... Ele respondeu a esta rapariga... Vê lá se há likes e corações dele nas fotos dela.

Como se não bastasse, há também toda uma parte de pesquisa bibliográfica. Vamos ao google pesquisar aquele filme, aquela frase, aquele pensamento, aquele livro que eleve a nossa intelectualidade e nível de resposta.

Um amigo meu contava-me há uns tempos 

- Tivemos uma conversa mesmo interessante, falámos sobre livros e filmes... 
- Mas quais livros? Tu não lês! E só vês filmes de acção... 
- Oh Lili... Ela dizia o nome do livro e do filme e eu pesquisava mais ou menos o tema, a história... lia uns reviews e depois respondia com um tempero a meu gosto... Até parece que não me conheces!

Ao mesmo tempo que isto tudo me faz rir, também me dá algum sono. Eu prefiro a fase dos emails não lidos, não respondidos, das conversas penduradas ou em monossílabos...

- Jantas hoje?
- Sim
-Horas?
- 9
-----------------------------------

- Comprei um vestido?
- Mostra!
- Gostas?
- Não muito.
- Gosto eu.
-----------------------------------

- Tá insosso?
- Tá bom assim.
- Diz a verdade.
- Passa-me o sal!


Curiosamente, é na fase dos monossílabos que os casais geralmente dizem:

"Eu já não te posso ouvir!"

Tenho uma amiga que me responde assim em monossílabos e eu adora-a, porque ela acaba sempre a conversa com a frase:

- Desculpa se estou a ser rude!
-Porquê?
-Porque estou a responder muito rápido!
-Ao menos dizias "Bom dia!"
-Desculpa!
-Estou a brincar!

É isto.... 

time to say... 

Sempre preguiçosamente feliz no mundo dos chats e confiante que o problema se resolva sozinho.

*As fotos são de um catálogo que fiz para uma marca de Jóias, LORA London





No comments

Post a Comment

© Chez Lili

This site uses cookies from Google to deliver its services - Click here for information.

Professional Blog Designs by pipdig