Disfarces de Amor e de Carnaval!



Tenho uma amiga que termina todos os seus desabafos sobre o amor e o desamor com a expressão: 

"Sabes Lili, o amor é o que a gente inventa!". 

Queria agradecer-lhe pela inspiração que me deu para contar a história que se segue. 

A história dos amores inventados.

Então aqui vai....


Ontem foi dia de Carnaval e hoje é o dia dos namorados. Convidaste-me para jantar e eu não sei bem o que vestir. Arrisco-me a levar o mesmo disfarce de ontem. Afinal, o que é o amor senão um baile de máscaras? Não sei se já reparaste, mas dispenso a folia carnavalesca. 
Está decidido! Vou cancelar o jantar. Se um Carnaval por ano é muito, dois então, é demais! 

Vou dizer-te que a minha tosse piorou ou que estou com dores de barriga. Vou inventar uma desculpa qualquer. E tu vais acreditar de certeza porque eu nasci para isto, para inventar! Tu nem reparaste, mas fui em que te inventei e, sem querer, ensinei-te a inventar-me também. 

Eu inventei as entrelinhas do que lia nas mensagens românticas que me enviavas, inventei o futuro das tuas palavras, inventei a memória daquela festa e dos lugares que juramos conhecer juntos. Inventámos tudo o que sentíamos e o “para sempre” desse sentimento. Fomos tão espectaculares  que até os nossos amigos e outros estranhos inventaram o nosso amor. 

Desculpa. Foi tudo uma mentira, não contou para nada, senão para o currículo das nossas invenções. Hoje vou cancelar o jantar porque não quero continuar a inventar um humor que não sinto, uma intelectualidade que não tenho ou que, simplesmente, não me apetece ter, não quero inventar que me apetece ouvir a mesma música que tu. 

Gostava de sair do trabalho e que me viesses buscar a casa sem que eu precise de me preocupar com a máscara que vou levar. Ontem, no Carnaval, ninguém me reconheceu. O meu disfarce era o melhor. Hoje, eu queria que me reconhecesses e eu queria reconhecer-te também. Não me dói a barriga, nem tenho tosse, mas sinto um cansaço enorme. Só gostava de poder adormecer enquanto conduzes. Mas esse simples gostar é também ele, mais uma invenção. 

Vou mandar-te uma mensagem e inventar aquelas desculpas, então. Se mesmo assim apareceres aqui em casa com uma canja que tu próprio cozinhaste com base numa receita que a tua mãe te ensinou, ou se apareceres com com um xarope para a tosse qualquer que compraste no Jumbo, aí talvez, remarquemos o nosso jantar para o dia 14 de Fevereiro de 2019.  Sabes, em 2019, o Carnaval é em Março, por isso corremos menos riscos de confundir as datas e os disfarces. 

Vestido: Amour Glamour
Fotografia: Pedro Mendonça


No comments

Post a Comment

© Chez Lili

This site uses cookies from Google to deliver its services - Click here for information.

Professional Blog Designs by pipdig